Mario Carlón ministra aula inaugural do PPG em Ciências da Comunicação da Unisinos

Por em 3 de Abril de 2015
IMG_2666-11

Estudantes e professores do PPGCOM Unisinos

No dia 1º de abril, o professor da Universidade de Buenos Aires concedeu aula intitulada Midiatização e comunicação na era contemporânea: práticas na era da rede (internet)

A participação de Mario Carlón desenvolveu o conceito de circulação desde meios modernos, como o cinema e a televisão, até a emergência de novas práticas exemplificadas pelo YouTube. Embora reconheça que este último não apresente uma inovação do ponto de vista do enunciado, a modo de seus predecessores, o YouTube envolveria novas práticas de compartilhamento. A comunicação contemporânea estaria doravante marcada pelos acionamentos das redes digitais, em que relações não convencionais, de baixo para cima, representam fenômenos de relevância investigativa.
O professor e pesquisador apresentou análise sobre o caso Chicas Bondi, ocorrido em Buenos Aires. A criação de uma página no Facebook e uma conta no Instagram como canais para divulgação de fotos não autorizadas de garotas em ônibus repercutiu no país. Através dessa abordagem, os pares investidos nas postagens participavam de forma simétrica, enviando material e dialogando nas redes. Ressalta Carlón, contudo, que o interessante nesse fenômeno são as mudanças radicais nas relações discursivas, inclusive implicações na escala de alcance.

Mario Carlón em sua apresentação, ao lado do Prof. Dr. Antonio Fausto Neto – PPGCOM Unisinos

Estariam em tensão o modelo característico dos meios massivos e a estrutura das redes digitais. Similares quanto ao alcance, one to many, estes meios, entretanto, divergem quanto as práticas, descendente versus ascendente; programação e não programação da vida social; e escassez e fartura na circulação discursiva.
Carlón ainda remeteu à qualidade estética das apropriações difundidas nas redes. Com inspiração na vanguarda de Duchamp, os agentes empregam recursos de serialidade, simulação, pastiche e intertextualidade. À diferença, contudo, de que as apropriações midiáticas têm fundamento distinto das experiências políticas e estéticas do circuito artístico.
Apresentação da palestra

Apresentação da palestra

Sobre Carlón
Mario Carlón é Doutor em Ciências Sociais pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires, onde atualmente é Professor e Pesquisador; também investiga na área de Estudos Culturais do Instituto Gino Germani e coordena o projeto “Lo contemporáneo en la política, el arte y los medios”. Entre suas publicações estão: Carlón, Mario y Fechine, Yvana (2014), Fim de televisão (Rio de Janeiro: Confraria do vento); Carlón, Mario y Scolari, Carlos (2014), El fin de los medios masivos. El debate continúa (Buenos Aires: La Crujía); Carlón, Mario y Fausto Neto (2012), Las políticas de los internautas. Nuevas formas de participación (Buenos Aires: La Crujía – colección Futuribles); Carlón, Mario y Scolari, Carlos (2012), Colabor arte. Medios y arte en la era de la producción colaborativa (Buenos Aires: La Crujía); Carlón, Mario y Scolari, Carlos (2009). El fin de los medios masivos. El comienzo de un debate (Buenos Aires: La Crujía).

Prof. Dr. Antonio Fausto Neto, Pró Reitor Acadêmico Pe. Pedro Gilberto Gomes e Pro. Dr. Jairo Ferreira ao lado do palestrante Mario Carlón